sábado, 20 de agosto de 2016

Passos Chuvosos



As coisas mudaram,
as chuvas não são mais como antes,
nem os ventos, as estrelas, as nuvens.
O tempo também não é,
as palavras, nem mesmo o silêncio.
Já percorri com passos chuvosos,
com galochas sonhadoras pulando poças d’água.   
Já percorri passos ensolarados
onde as árvores pousavam sombras.
Os caminhos ainda guardam as essências,
ainda pulsa um coração mágico,
um sabor de suco de maracujá
um doce acalentar de bolinho de chuva.
E o segredo é caminhar mudando
erguendo horizontes,
na aventura curiosa de um livro de fantasia.
O segredo é não perder a miudeza que te fez,
que te é,
que te sempre vai ser.
Carrega contigo ainda esse caminhar,
passos regadores são para sempre.

segunda-feira, 15 de agosto de 2016

Receita para o cansaço e a tristeza



E quando se sentir cansada e triste,
fecha os olhos devagar,
inspire e respire um sentimento mágico,
voe para uma nuvenzinha do seu pensamento,
que chove suavemente em canção.
Escute, durma e sonhe.
E no sonho sopre um ventinho,
daqueles macios
para o cansaço dissipar-se de seu coração.

sexta-feira, 12 de agosto de 2016

terça-feira, 2 de agosto de 2016

Dentro da alma

Como o beija-flor que reflete seus pulmões feitos de flores, que respiram pétalas.


Como a coruja que reflete as árvores brilhantes das florestas, com todos os seus cantos e sons.


Como o gatinho que reflete as estrelinhas do céu que contempla por todo o seu corpo.




Que eu possa ser uma alma que reflete as coisas belas e serenas que vê. Uma alma que entrega sua porção de delicadeza, de uma floresta de verdade, de constelações e montanhas, de voos e de pousar. Uma alma que faça parte em doce poesia de um pedaço de céu.