Páginas

quarta-feira, 18 de outubro de 2017

Soprinho de Estrela




A bruxinha soprinho de estrela tinha o chapéu costurado e a saia bordadinha, seus melhores amigos era o gatinho noite e o sapo verdinho de esperança. Soprinho de estrela adorava pegar sua vassoura e voar pelo céu estrelado, no seu caldeirão mágico alguma estrela cadente sempre caia, e a bruxinha com sua magia a devolvia ao céu. Soprinho de estrela ajudava sempre a manter o céu estrelado, era a bruxinha das estrelas.

sábado, 23 de setembro de 2017

Para o começo das primaveras



O crepúsculo chegou
e me deu um azul mágico,
não sei colocá-lo em poesia,
versos,
fotografia.
É mais uma cor de alma
do que de cor entende?
Mas só me resta a esperança,
de que uns versinhos a deixem
em minhas mãos,
e que leve até meu coração
essa doce lembrança
em forma de aquarela.

A lua chegou como um sorriso
e sua luz deu caminho aos viajantes
procurando seus mundos mágicos.
E a primeira estrela
A vespertina
Surgiu no céu.
Essa estrela planeta que chega primeiro
e que por acaso é o amor.
Fiz um verso mágico em forma de pedido
aquele “eu desejo” dos contos mágicos.
A estrelinha foi cada vez brilhando mais
e meu sonho nesse começo de primavera
se abriu em pétalas dentro de mim.



quinta-feira, 7 de setembro de 2017

Seguindo pequenas mágicas




Segui uma constelação mágica e as estrelas brotaram em meu coração, muitas folhinhas então saíram voando de mim, pousando em meu reflexo no laguinho da floresta. Sorri em ser um pouco estrelinha, um pouco árvore, água e coração, se não há coração para seguir constelações mágicas, nada seria assim. Sigo seguindo essas pequenas mágicas, na esperança verdinha que de elas me sigam também.

domingo, 27 de agosto de 2017

Uma história



Contaram para mim uma história,
parecida com um conto de fadas,
cheia de sonhos e ar.
Acho que me perdi nessa história
e não consigo mais voltar.
Lá tem tanto para sempre,
lá tem tantas montanhas,
estradas de jardim,
e os campos de flores
estão na distância do pensamento.
Lá há asas nos pés,
e a palavra livre é uma música delicada nos ouvidos,
lá se fecham os olhos e o sorriso é um encanto,
lá se abrem os olhos
e o céu está na distância de um sentimento.
Contaram para mim uma história
e desde então nascem campos de flores na minha frente
só por tê-la ouvido e lembrar de seu som.