domingo, 11 de abril de 2021

Dicionário acalentador: Passarinho

 


Pequeno ser com coração de céu e pensamentos cheios de nuvens macias. Ser voador que leva em suas asas horizontes mágicos, que canta amanhecer e entardecer. Bichinho que carrega em todas as suas penas o som bonito de uma canção. Animal feito de asas e melodias. Pequeno ser que deixa qualquer dia mais bonito. Moradores de árvores. Feito de cores de carinho. Construtores de acalentadores ninhos. Pequeno ser feito de música e poesia.


sábado, 10 de abril de 2021

Listinha de coisas preciosas



- Nuvenzinhas de chuva para andar com um guarda-chuva amarelo em ruazinhas cobertas de florzinhas amarelas.
- Folhas de outono voando, nas ruas e  guardadas em livros antigos.
- O doce som de um violino, de uma harpa e de uma lira encantada.
- Receber e escrever cartinhas cheias de amor e carinho.
- Bolinhos de chuva com chocolate bem quentinho.
- Um gatinho espiando o céu pela janela enfeitada com uma cortina de flores.
- Uma coruja no galho de uma árvore.
- Olhinhos mágicos dos cachorrinhos.
- Ver as flores que você plantou crescerem.
- Desenhar e pintar muitos coelhos nos campos.
- Passarinhos azuis trazendo bilhetes de poesias.
- Aquarelas de ursos comendo mingaus sentados em poltronas.
- Ler mais de uma vez um livro especial.
- Andar que nem uma ratinha de biblioteca pelas estantes dos livros.
- Imaginar que se é uma fadinha diminuta em um doce jardim.
- Estrelas piscando e dizendo: tens um universo sobre ti!

quarta-feira, 25 de novembro de 2020

Um livro de poesias, uma carta e chá de morangos

 


Querida e doce amiga,

escrevo essa carta depois de ter tomado um delicioso chá da tarde, estava chovendo e o cheirinho de terra molhada se juntou com o cheirinho de chá de morango, com os bolinhos de chuva e os biscoitos de polvilho que eu fiz. E sempre depois de uma doce chuva e de um delicioso chá da tarde, dá uma vontade de escrever uma cartinha, fazer com todo carinho um envelope e pensar no caminho até a caixinha de entregas. Mais cedo o passarinho carteiro me trouxe um pacotinho precioso, não estava esperando por ele, e foi uma grande surpresa. Sabe o que era? Um livro! Um presente tão mágico que meus olhinhos ainda mal conseguem acreditar. E quem me deu? Oras, claro que vou lhe contar minha amiga! Foi o grande urso da montanha, sim, aquele que um dia eu ajudei costurando um lindo cobertor para que ele pudesse ficar confortável em sua caverna. Ele me disse que quando viu o livro logo se lembrou de mim, e disse que logo quer tomar um chá comigo e com você, imagina, poderíamos fazer um lindo piquenique, só de imaginar eu fico encantada! O livro conta doces histórias em forma de poesias, de versos mágicos, logo no começo tem uma coelhinha navegando em um doce barco, cheio de florzinhas, com a lua no céu, estrelinhas e todo aquele reflexo lindo que a lua faz ao caminhar pelas águas, ela toca uma pequenina Lira, posso até ouvir a música do instrumento que inspirou meu nome. Vou deixar para você um pedacinho do poema, e quando você vier pra cá, vou ler ele todo para você, mal posso esperar a hora de ver você amiga e sentir todo o brilhinho de seus olhos ao escutar a poesia, espero que esteja tudo bem e que você também esteja tomando bastante chá de morango!

 

“Lindo caminho lunar

Para ti canto uma canção

Minha doce Lira suspira

E meu barquinho só a navegar.

Dele floresce

E sonha

Brotando rosas marítimas.

Que minha música guarde

Em poesia seu doce coração”.

 

 

Com todo carinho e afeto,

Sua amiga coelhinha Lyre.