sábado, 19 de novembro de 2016

Estrelas, passarinho e um punhadinho de céu




Quando estava adormecendo,
algumas estrelas aproximaram-se de mim
com um punhadinho de céu.
Em uma mágica serena
as estrelas transformaram-se
em um passarinho
que me deu um par de asas estreladas.
Eu que não sou um ser voador,
voei ao encontro de mais estrelas
de mais punhadinhos de céu.
E ali onde adormeci,
ficou  um punhadinho de mim
e uma árvore azul nasceu.

Um comentário:

Graça Pires disse...

Sempre mágicas as tuas palavras...
Uma boa semana.
Beijos.