Páginas

segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016

Ouvidos de conchas



Carregava nos ouvidos estrela-do-mar, trazidas por ondas de sua imaginação, e quando repousava ou acordava, o mar inteiro lhe vinha. Seus ouvidos se transformaram em conchas distantes, e não apenas mais escutava, como também produzia sons.

2 comentários:

Graça Pires disse...

"Seus ouvidos se transformaram em conchas distantes, e não apenas mais escutava, como também produzia sons."
Que maravilha!
Um beijo.

Carmem Grinheiro disse...

Olá, Doce Gaby.
O milagre da imaginação faz-nos dessas coisas =)

bjn amg