Páginas

domingo, 18 de janeiro de 2015

Entre leituras e melodias de sonho



Contaria a história
até cantaria se soubesse
a melodia que guarda.
E foi de poesia o encontro,
no tempo dos versos.
Foi tão longe
mas acendeu o coração
como uma lamparina na porta de entrada.
Posso lhe cantar uma canção de ninar?
Posso lhe contar uma história para seus olhos sonhar?
O amor é uma pequena semente
dê uma porção de mágica para regar.

E verás árvores cintilantes
dentro de uma floresta que ninguém chegou.
Suas raízes encontram-se com águas
de um rio que as reflete
e os seres aquáticos olham,
um fio de água e ar os separam do breve encontro.

E todos esses instantes
olharam para mim
como quem conhece os mais lindos contos.        
E a leitura se transformou em estrelas em minhas mãos,
e sua voz das montanhas
ainda ecoa nos bosques
que nem te viram.

8 comentários:

Nilson Barcelli disse...

Como é que em quase 6 anos eu não "tropecei" no teu blogue?
Cheguei aqui através de um amigo comum e foi amor à primeira vista, pois gostei imenso dos poemas que li.
Gaby, parabéns pelo talento que as tuas palavras revelam.
Beijo.

Graça Pires disse...

As palavras se transformam em estrelas em sua voz...
Belo!
Um beijo.

Carmem Grinheiro disse...

Coisa mais linda, Gaby. Viajei...

bjn

Lucas - Blog: Overture disse...

Deveras, o amor é a pequena semente que germina em árvores cintilantes! O que contaste e cantaste ao som da melodia que nosso próprio coração concedeu mostrou-nos uma parte desse bosque ao qual aqueles que ainda não viram sonham todas as noites que no dia seguinte verão! Beijosssssssss

© Piedade Araújo Sol disse...

as estrelas e a ternura....

já voltei ao meu blogue, devagar mas já postei.

beijinho amigo

:)

http://olharemtonsdemaresia.blogspot.pt/

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Querida amiga

O amor tem seus mistérios.
Fala por metáforas...
Fala pelo que foi vivido...
Fala pelo que desejaríamos
ter vivido...
Fala por poemas...
Fala pelo coração
de onde nascem as palavras
mais belas e intensas...

Um belo poema.

Que ainda haja estrelas em seu coração,
é o que deseja minha vida para a tua.

Aline Teles disse...

As estrelas mencionadas, na sua belíssima poesia, estão na sua forma de escrever, nas suas palavras, no seu dom e, obviamente, no seu coração. Magnífico! Beijinhos.

Fabíola Weykamp. disse...

Se um dia eu tiver filhos, com toda certeza do mundo, eles cresceram te lendo. E serão crianças cheias de sonhos e criatividade, serão adultos felizes e gentis.

Obrigada por existir e eternizar tua essência em versos, em Arte!