sábado, 2 de agosto de 2014

Um guarda-chuva de folhas para proteger e uma porção de céu nos ouvidos



Os passarinhos no telhado saíram voando
quando a primeira gotinha no céu chegou.
Nos dias de chuva
os passarinhos ficam bem juntinhos.
É bom ficar perto quando se cai água do céu.
Eles encontraram até um guarda-chuva feito de folha.
Protegeram seus ovinhos,
promessas de mais asas,
mais asas não podem faltar!
Não pode faltar essa preciosidade
do momento que você olha
um passarinho entrando na árvore,
um sonho na janela,
um bolo quentinho,
o chão molhado feito espelho,
os guarda-chuvas de folhas e os outros flutuando na rua.
A bondade de quem sai na chuva
e entrega uma carta.
A bondade de quem faz casinha aos passarinhos
e de quem dá migalhinhas do pão quentinho,
e soltam sorrisos para todos os olhinhos.
E os passarinhos lá quietinhos ficaram,
e suas canções também viraram água,
e nos meus ouvidos caiu uma porção de céu.


7 comentários:

Catarina Luna disse...

quem me dera poder ter sempre "uma porção de céu" na minha vida :)

Washington Albuquerque disse...

Que texto gostoso, e queria eu ter uma folhinha para me proteger com essa intenção de conforto rs Maravilhado como sempre *-*

Isso aí.
xoxoxo
Um Gole de Utopia =}

Lucas - Blog: Overture disse...

Estar bem juntinhos, protegidos por uma cobertura, mesmo que de folhas, e ver a chuva cair, não tem preço. Belo poema. Bela sugestão do belo. Beijosssssssss

© Piedade Araújo Sol disse...

a ternura nas palavras e na imagem...

:)

Vanessa Palombo disse...

Oi Gaby,

Cut cut seu texto...rsrs

Adorei como sempre..

Bjos

Graça Pires disse...

Leio-te sempre enternecida...
Beijo.

Aline Teles disse...

Que amor! Quem não gostaria de ter uma cobertura dessas para se sentir protegido? Adoro os seus textos. Beijos.