Páginas

sexta-feira, 21 de fevereiro de 2014

Chá do sonho.


Acho que um pinguinho de letra foi caindo em mim e eu demorei para cair no sono. Andei e peguei o guarda-chuva que eu fiz de papel para que as letrinhas pudessem cair de mansinho e não doerem lá no chão. 
Eu até comecei a ficar com sono, mas o pinguinho de letra estava bem acordado nos meus sonhos, e o sonho não vai embora, a todo momento ele toma um chá de esperança e volta. Então eu resolvi fazer como o meu sonhar e preparar um chá de hortelã com esperança e esperar pelo sono que se dorme.
O vaporzinho quente subiu e eu me enchi de lembranças, lá fora o vento cantava e eu pensei na coruja minha amiga que estava lá fora, nos grilos do jardim, nos vaga-lumes da floresta, será que eles acenderiam meu coração com o sono que se dorme se eu pedisse?
Mas o sono queria mesmo ser sonho absoluto e sonhar mais um pouco com o pinguinho de letra, e o guarda-chuva de papel acabou rasgando distribuindo mais letrinhas que foram caindo até dentro do chá.
Bem que o urso me avisou “Dona Coelha não deixa o sono brincar com as palavras, não coloca o seu sonho para tomar chá quentinho e voltar, ele aquece demais o coração”. Bem que ele avisou, só que avisou também que não sabia muito de sonhos, só daqueles de comer, e disse que embora falasse aquilo, ele colocaria todos os sonhos que por acaso aparecessem para o chá de esperança também, porque o risco podia produzir muito acordar.

6 comentários:

*Escritora de Artes* disse...

Um pinguinho de letra caiu com chá de hortela no meu coraçao...


Lindo, lindo....!

Bjos

BIA disse...

O mundo se torna um lugar mais feliz e doce com essas palavras Gaby!!!
Bjs :)

© Piedade Araújo Sol disse...

palavras tão doces e ternas...

:)

Catarina Luna disse...

desgastes de coração só nos trazem problemas, temos de saber resistir. um beijinho grande, querida <3

Thami disse...

Tão bonito esse texto, Gabyzinha. Estou encantada, encantadíssima. Ainda mais porque eu já estou íntima da Dona Coelha, que sempre fica cuidando da minha porta, acendendo "meu coração com o sono que se dorme". :)

beijo!

Sónia M. disse...

Tanta doçura e delicadeza.
Gostei muito de aqui entrar.

Meu beijo!
Sónia