segunda-feira, 30 de dezembro de 2013

Uma estrela me levou para o céu.

Em uma noite que desceu sobre um dia
cheio de nuvenzinhas macias,
algumas estrelas caíram do céu.
Quando uma estrela vai caindo
como um voar,
vira uma estrela cadente.
A estrela foi soprada pelo vento
e caiu bem pertinho de mim
enquanto eu corria por um campo
de florzinhas dente-de-leão,
que eram como as nuvenzinhas macias do dia.
Ela se quebrou em um monte de pedacinhos de estrela,
mas não se machucou
as florzinhas macias a abraçaram
tão ternamente na sua queda,
um colchãozinho de nuvens fizeram. 
Peguei os restinhos da estrela,
levei para casa
e colei todas as partezinhas até ela se transformar
em uma estrelona novamente.
A luz ficou plena, e todos que passavam pela minha casinha
se perguntavam se era estrela ou ou se era a lua.
Ela sentia falta do céu, 
perguntei se podia subir com ela para lá,
e ela disse que não podia mas subir porque caiu.
Mas eu não queria que a estrela ficasse sem o céu. 
Então um dia, a levei novamente no campo das florzinhas,
e a soprei, levantei ela no vento e ela segurou minha mãozinha.
De repente lá estávamos nós,
subindo, subindo, subindo.
Primeiro estrela cadente, depois simplesmente estrela,
que me levou lá para o céu
Com tanto amor.
Com tanta luz.

3 comentários:

Lucas - Blog: Overture disse...

Quem dera pudéssemos colar todas as estrelinhas caídas do céu. E que elas, em seu retorno, nos levassem lá. Tu tens mãos de sonhos. É belo sonhar teus sonhos contigo. Muito belo.
Desejo-te um ano de 2014 cheio de estrelinhas cheias de poesia nas entrelinhas, que te levem ao céu das imaginações, e te tragam de volta à terra da felicidade.
Muita felicidade com teus familiares e aqueles a quem amas.
Sê feliz!
Beijosssssssss

BIA disse...

Feliz Ano Novo Gaby!!! Que 2014 seja repleto de luz... brilhante como as estrelas e tão iluminado como o sol assim como o teu belo e doce texto!!!
Felizes Festas!!!
Bjs :)

Joaninha Musical disse...

Super lindo o poema!! Gostei bastante de ler!! Beijinhos fofinhos e até breve!!