Páginas

sexta-feira, 13 de setembro de 2013

Fada de Luz.


Foi uma fada de luz que bordou estrelas
no meu pequeno coração azul-anil.
E as estrelas querendo ser amigas,
fizeram constelações iluminadas
em todo cantinho.
Vieram os vaga-lumes para serem estrelas voadoras,
e os passarinhos para cantar amanheceres,
colocando um punhado de estrelas do dia.

De vez em quando as estrelas choviam,
em pó todo iluminado desciam do coração.
Mas a fada de luz nunca faltou em sua visita.


9 comentários:

ricardo alves / são paulo,brasil disse...

brilhante!

BIA disse...

Lindo Gaby!!! Precisamos de mais fadas de luz assim para espalhar as coisas boas da vida!!!

Bjs :)

*Escritora de Artes* disse...

Lindo...

Bjos

Overture disse...

Tanto há fadas que bordam estrelas quanto fadas que entrelaçam palavras, constroem versos e eternizam poemas. Que, pois, como às que bordam estrelas, àquelas que encantam corações azuis-anil com versos possamos sempre visitar. E, felicidade das felicidades, que como as que estrelas bordam, que as que tão lindamente compõem vida em palavras possam algum dia nos visitar... Belíssimo poema! Beijos

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Querida amiga

Quando a alma tem fome de beleza,
chegar aqui,
sentir as palavras e o seu perfume,
é encontrar o doce alimento da
alegria...
Alimento que me renova as energias,
quando muito já silenciou pelos caminhos...

A amizade é o alimento da esperança.

aline disse...

que coisa mais linda!

Evanir disse...

Tenho andado ausente infelizmente
mais de alguma forma lutando.
Eu sei , que no mundo teremos grandes aflições
com fé e muita garra vou seguindo com grande luta
minha viagem.
Deus abençoe seu Domingo
e da sua família.
Beijos no coração , Evanir.

Helena disse...

Gaby, estou aqui simplesmente encantada com o seu blog... um espaço de encantar o olhar e enternecer o coração, um espaço onde a alma se acalma em meio a tantas palavras delicadas que tecem textos, cartas, histórias, e onde as gravuras ficam brincando ante o nosso olhar encantado. Um espaço de onde a gente não consegue sair...
Com certeza eu vou voltar, mas por ora deixo um beijo e um sorriso nesse seu coração tão terno e tão lindo.

Suzi (vulgo, Emilie) disse...

Que belo.