segunda-feira, 8 de julho de 2013

Olhe para o Lago.


Ela sabia que a chuva havia chegado, o som já estava caindo na água, e pequenas ondinhas se faziam, há de se receber o choro tranquilamente, como um sorriso, e só poderia ser de sorrir, com a serenidade que caia a água. Quando nas folhas caminhava e depois caia, fazia um belo trajeto de sentir o que é folha, depois sentir o que é lago. E eles estavam caminhando quando a chuva caiu, o andar no parque, as nuvens que chegavam, mas ela só soube mesmo depois que caiu. Correram para uma árvore. Passarinhos entravam em suas casinhas, os patinhos continuavam a navegar em seu lago de chuva, o sopro do vento trazia a imensidão de folhas que só cairiam com os ventos chuvosos. De mãos dadas eles encontraram a árvore certa para se esconderem, para se protegerem. E assim os olhos grudaram em um momento de vida, em que as mãos dadas, a chuva, os sons, o vento, o cheiro, se juntam em um sentimento, como uma espécie de brisa dentro do coração, onde as pequenas gotas caindo da árvore chegam aos cílios dos olhos, o vento toca o rosto com mansidão e com uma pequena rajada de frio, um momento de vida, que de todo encanto se pode dizer.
- Olhe para o lago – disse ele.
E ela olhou, e soube, ela olhou e achou aquilo de uma sinceridade tão intensa e terna, e sentiu mais uma gotinha caindo em seus cílios, e um passarinho pousando no galho da frente, se sacudiu e espirrou mais um pouquinho de chuva que caiu em suas mãos. 

9 comentários:

*Escritora de Artes* disse...

Oi Gaby,

Que doce essa história....adorei...como sempre, rs

Bjos

Daíse Lima disse...

Olá!!!
E quando a gente se apaixona por um cantinho e não quer mais sair?! Continua delicioso!!!
Parabéns!!!
Beijos!!

Zilani Célia disse...

OI GABY!
NO DOCE DESCREVER DE TUA HISTÓRIA TODA A MAGIA DO AMOR JUVENIL...
LINDO!
ABRÇS
http://zilanicelia.blogspot.com.br/

© Piedade Araújo Sol disse...

doce e terna a sua escrita...

beijinho


:)

BIA disse...

✽.¸¸.•*`❀✽.¸¸.•✽
Que lindo Gaby!!! Muito bom ler estas doçuras, ameniza as coisas desagradáveis que existem no mundo!!!
Bjs :)
✽.¸¸.•*`❀✽.¸¸.•✽

Larih disse...

Já disse que adoro seu blog? É tão raro encontrar um lugar tão mágico como ele hoje em dia, seus textos são tão encantadores Gaby!(Posso chama-la assim?) Sempre alegro-me ao lê-los, fico muito contente em encontrar alguém com tamanho talento assim. (:

xx

Andressa disse...

Uma graça essa história!

Marco Y disse...

Texto com sabor de natureza.

Obrigado pelo momento de introspecção.

abraços

Você em Pauta disse...

Feito passarinhos, queria uma casa. Um cantinho para entrar e ver a chuva caindo...

Por vezes chove aqui dentro de casa. Inunda casa e molha o coração....

Hoje foi assim, suas palavras trouxeram nuvens para os olhos. O guarda chuva nao suportou.....

Chorou... Choveu