Páginas

domingo, 12 de maio de 2013

Passarinho Azul.




Há um pássaro azul no meu coração
que quer voar para as mãos e braços
dos que dizem amor.
Há um passarinho cheio de penas azuis
que canta bem aqui dentro.
Ele pousa em mim nas manhãs
e nos finais de entardecer.
Ele canta céu, me faz outono e florir.
Diz esperança baixinho com música e história.
Se estiver com medo pede silêncio
para não assustar os outros passarinhos.
Há um pássaro mágico azul que pega minha mão,
faz-me voar onde não existe
e faz existir.
Quando me coloco a escrever, ele pousa sobre o papel,
Quando a chuva cai, ele dança comigo
e observa as gotas que caem das folhas
bem devagar.
Quando está frio, o passarinho fica quentinho
e canta como flauta, enquanto tomo um chá quente.
Quando choro ele me lembra do mar,
para que eu não tema minhas próprias lágrimas.
Ele deve morar em alguma floresta encantada
e vem pousar nas minhas mãos,
me trazendo um pouquinho de lá,
trazendo um doce e mágico azul sereno,
sempre. 

7 comentários:

AC disse...

Um pássaro precioso, Gaby. Conserve-o sempre, partilhando, ele é a sua essência.

Beijo :)

© Piedade Araújo Sol disse...

um poema sereno e delicado como a sua autora.

está no bom caminho.

um beijo cheio de ternura.

:)

BIA disse...

Que mais pássaros assim espalhem essas doçuras e encantos da vida!!!
Sua mãe deve ter muito orgulho de você Gaby!!!
Bjs :)

Bruna Gabriela disse...

Estou precisando de um pássaro azul na minha vida.

Lindos versos Gaby.

*Escritora de Artes* disse...

Lindo..

Amo pássaros...

BJos

Marcela disse...

Gente, que amor, que doçura de poema! Foi você quem escreveu? <3

Gaby Soncini disse...

Marcela, nossa, estou aqui toda sorrindo por ver esse comentário seu.

Sim, fui eu que escrevi. Que bom que tenha gostado *.*

Beijos!