quarta-feira, 6 de março de 2013

Jardins Secretos.


"Já fazia uma semana que o sol brilhava no jardim secreto, nome que Mary lhe dera. Gostou do nome e da sensação de que, quando transpunha os muros e se fechava entre eles, ninguém sabia onde ela estava. Era como estar fechada em outro mundo".

(O Jardim Secreto - Frances H. Burnett)




Quero falar de dois jardins secretos, “The Secret Garden” (filme/livro) e Secret Garden, o duo irlando-norueguês de música instrumental e clássica, diria que de música mágica, a música deles dois sempre me leva para jardins secretos e mágicos.
Primeiro falo do livro, do filme. Mas antes gostaria de falar um pouco mais da palavra jardim, é uma palavra que está entre as mais lindas para mim, tenho um amor sereno e mágico pela palavra jardim, faço até parte de um jardim (JPC, uma comunidade que foi uma das descobertas mais lindas que tive *.*), e um de meus sonhos um dia é ter um jardim como o de Mary, não totalmente igual, mas parecido, que guarde a essência de um jardim natural, me assusta jardins muito planejados, com canteiros matematicamente medidos, como se uma flor não pudesse descer pelo canteiro, como se uma grama não pudesse subir além mais, esses jardins me assustam, gosto daqueles que deixam mostrar que a natureza escapa das mãos, e que mesmo escapando mostra cuidado e amor. 

O filme O Jardim Secreto de 1993 me pegou muitos anos depois, o assisti na infância e gostei imensamente, mas depois de crescida que veio se tornar ainda mais especial para mim, essa música ao piano é tema do filme, ao escutá-la me vem uma alegre suavidade ao coração, um gosto mesmo de jardim.



" - É claro que deve haver muita magia no mundo - disse, uma vez. - Só que as pessoas não sabem o que é, nem o que fazer para que funcione. Talvez o príncipio de tudo seja exatamente dizer que coisas boas estão para acontecer, até que elas aconteçam mesmo". (Frances H. Burnett - O Jardim Secreto)




O livro da autora Frances H. Burnett, do qual o filme foi inspirado, é belíssimo, o jardim é uma magia, algo mágico que presenciamos, o crescer de uma semente, um banquinho, um lago pequeno onde passarinhos vem beber um pouco de água, pousar nas árvores e fazer ninhos, e por falar em passarinhos, um personagem lindo e cativante nesse livro é o pássaro, um passarinho que mostra à Mary a entrada para o jardim secreto, e lá ela se encontra com um jardim sem vida, e junto com seu novo amigo Dickon, que tem uma relação de amizade terna com os animais, descobre que apesar do abandono ainda há vida naquele jardim, e assim eles trabalham com muita magia para o reflorescimento. As flores crescendo, se abrindo, suas pétalas que voam com o ar, é um encanto, é mágica.
Outro detalhe maravilhoso do livro e do filme é Colin, um menino que se acha terrivelmente doente e é o jardim mágico e secreto que o faz reviver.

Outra música mágica do filme e algumas cenas:



No final do filme de 1993, Mary diz que o mundo todo no fundo é como um jardim. Para mim também, em um jardim pode morar um mundo de passarinhos, borboletas, joaninhas, um mundo pequeno, cheio de pequenezas a nos dizer do mundo e de nós.
Tenho com muito carinho o livro e o filme “The Secret Garden”, e acho que nunca vou me cansar de visitá-los, leio sempre o primeiro trecho que iniciei esse escrito, sempre é importante essa sensação de outro mundo, ainda mais se o outro mundo for um jardim secreto e bonito de nós.

Para terminar como havia falado, coloco duas melodias da dupla Secret Garden, a maneira mais serena de falar de uma melodia é deixando-a tocar. Um dia os descobri e foi uma daquelas descobertas musicais felizes e bonitas, descobertas musicais sempre me encantam, ainda mais quando tem esse som mágico e etéreo que tanto aprecio nas músicas, digo que gosto de melodias que me fazem mágica, que me fazem voar.






Que um jardim secreto abandonado sempre possa ser encontrado, e que fazê-lo florescer sempre seja uma das grandes mágicas da vida. 

5 comentários:

Nina disse...

''Que um jardim secreto abandonado sempre possa ser encontrado, e que fazê-lo florescer sempre seja uma das grandes mágicas da vida. ''Que lindo. E seu blog também é lindo. Estou seguindo. <3

ricardo alves / são paulo,brasil disse...

belo filme,cheio de esperanças e lirismo!

Antônio LaCarne disse...

lembro de quando eu era criança eu era encantado por esse filme. foi ótimo eu ter lembrado de que preciso ler o livro urgentemente. ;)

BIA disse...

Muito legal as cenas e a trilha sonora Gaby!!! Ainda não assisti este filme... mas vai para a minha lista... tb quero ler o livro...
Adoro jardins e flores então é imperdível!!!
Bjs :)

*Escritora de Artes* disse...

Oi Gaby,

Esse filme é inesquecível....ainda nao livro, com certeza deve ser mais incrível ainda..

Bjos