terça-feira, 15 de janeiro de 2013

Outonos e Castelos.



Há quem diga que os dias frios são os melhores para o amor, deve ser porque no frio, procuramos ficar bem quentinhos, e assim abraçamos mais, queremos tomar um chocolate quente com alguém do lado e tudo  o mais.
No lugarejo macio quando chega o outono com seus dias mais frios, o amor como nunca vai aparecendo mais e mais, o lugar fica todo cheio de folhas de coração espalhadas pelos cantinhos, as árvores ganham uma cor marrom misturada com tons de amarelo, e as tardes ficam boas para se passear de mãos dadas.
Valéria gosta muito de histórias de príncipes e princesas, um dia quando estava lendo uma ao pé de uma árvore, passaram um moço e uma moça que pareciam personagens do livro que ela lia. Durante todo o outono, eles iam lá andar de mãos dadas, deveriam morar perto, mas Valéria preferia acreditar que eles tinham saído de dentro do seu livro, e ali no lugarejo ganharam outra identidade. Passou a chamá-los de Príncipe e Princesa do outono.
Um dia em pleno fim de tarde, Valéria viu que voando em volta dos dois, tinha um vaga-lume todo iluminado, foi nesse dia que ela teve certeza de que eles tinham saído do livro, o vaga-lume era uma fada disfarçada.
Ela queria sempre ver os personagens de seu livro favorito, mas um dia eles não apareceram mais, Valéria, porém, não ficou triste, sabia que eles deviam ter voltado para o castelo dentro do livro.  Ou estavam em busca de outros outonos. 


Essa história faz parte de um conjunto de histórias que se passam no lugarejo macio, as demais histórias publicadas estão no marcador "Lugarejo Macio" :)

7 comentários:

Pedro Luis López Pérez (PL.LP) disse...

Maravilloso Texto, provisto de una prodigiosa imaginación e ingenio.
Um abraço.

*Escritora de Artes* disse...

Olá Gaby,

Que texto gostoso de ler...adorei!

Bjos

BIA disse...

Lendo seu texto os dias assim parecem mesmo tão aconchegantes, apesar de eu não gostar muito do frio, são dias belos repletos de coisas boas!!!
Boa Tarde Gaby!!!
Bjs :)

aline disse...

nossa, como seus textos são doces, menina!

Patricia Thomaz disse...

tão doce. Penso se um dia ainda vou ter um amor, desses de livros

A Escafandrista disse...

Tudo em ti tão poético e delicado. Que lindo.

Ianê Arantes disse...

Uma gracinhaaa... Olha, fiz um post lá no blog, de um meme que recebi, e indiquei o seu blog. Se quiser dar uma olhada, Beijinhos. http://ianearantes.blogspot.com.br/