sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

Cartinha e natal mágico.



Querida Serena,

Recebi sua carta, e não pude deixar de imaginar cada pequeno detalhe do vilarejo do gorro verde, cada pequeno enfeite de natal nas ruazinhas, todas as árvores com luzes, a neve, a lareira e aquele chocolate quente em uma caneca de natal. Sei que quando me escreveu ainda os enfeites não estavam colocados, você estava me falando do começo da neve, e realmente fiquei até um pouco triste de não poder ir agora para ver toda essa neve mágica, tomar um chocolate em uma caneca decorada também, poder estar com você, levar o Creminho para brincar com o Cinzento, você não sabe o quanto meu cachorro tem sentido a falta de vocês, mas logo a primavera chega e eu vou nesse vilarejo mágico, o levarei, e tudo vai ficar tão feliz!
Comprei um gorro vermelho de papai Noel para o creminho, mas assim como seu gatinho, ele também não gostou muito não, mas consegui tirar uma foto com ele perto de um livro de natal que comecei a ler, a minha casa aqui está levemente decorada, coisas pequeninas, enfeites pequenos, árvore pequena, não deu para fazer muita coisa, mas sabe o quanto está aconchegante e lindo?
Comprei um daqueles globos com neve, lembro que no natal passado passamos perto de uma lojinha e você disse o quanto gostava deles, e o quanto ainda iria fazer um boneco de neve de verdade, e olha só, você me escreve uma carta dizendo que ia fazer seu primeiro boneco de neve, e agora nesse momento em que lhe escrevo deve ter feito muitos! Não é bonito isso? Confiar na mágica de nossas palavras? Esse globo de neve vai fazer você estar aqui comigo no natal.
Você disse que eu deveria ir morar no vilarejo também, quem sabe eu convença a minha mãe, seria tão bonito. Embora eu saiba de como sentirei falta daqui, mas que esse vilarejo do gorro verde já entrou nos meus sonhos entrou!
Sempre que olhar as montanhas ao longe se lembre de mim, estou assim longe como uma montanha, mas posso ser vista, sempre. Amigos sempre dão um jeito de se ver não é?
Essas nossas cartas vai ser algo tão especial, preparei uma caixinha só para elas, só para nossa troca de cartas entre a cidade da praia e o vilarejo do gorro verde. Nelas teremos todas nossas pequenas histórias contadas, e todos os abraços ao longe que daremos.
Faltam quatro dias para o natal, imagine? Que nosso natal seja mágico, que seja de muito amor, que seja cheio de luzinhas no coração, e muito amor das estrelinhas que nos guiam.

Um imenso beijo,

Joyce.

8 comentários:

Pedro Luis López Pérez (PL.LP) disse...

Cuando la amistad es tan fuerte, siempre hay un modo de verse y sentirse.
Precioso, nostálgico y divertido Texto.
¡¡¡Felices Fiestas y Próspero Año 2013, en compañía de todos tus seres queridos y amigos!!!
Um abraço.

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Querida amiga

Que neste Natal,
diante das pessoas que amamos,
possamos ofertar a elas,
o melhor presente
que desejassem receber:
Nossa vida...
Nosso carinho...
Nosso coração.

Para quem crê na vida,
Natal se faz a cada dia.
Que assim seja o Natal
Em tua vida.

Aluísio Cavalcante Jr.

BIA disse...

Oi Gaby!!!

Como precisamos de doces melodias neste mundo. Linda suas palavras de um natal mágico!!!
Foi uma prazer está doce convivência virtual, saiba que eu desejo de coração todos os votos de felicidade e realizações que você deixou lá no comentário do meu blog, obrigada, muito lindo suas doces palavras!!!
Um FELIZ NATAL repleto de felicidade e um 2013 com tudo o que você almeja!!!
Bjs *.*

*Escritora de Artes* disse...

Olá Gaby,

Adorei sua carta mágica, o natal é exatamente isso pura magia...

Querida amiga, te desejo um natal quentinho, cheio de luz e alegria...

Bjos

© Piedade Araújo Sol disse...

a carta é pura magia...

um beijo enorme para Gaby.

Feliz Natal!

Renata Venturoso disse...

Oi flor! Estou passando para divulgar um sorteio imperdível no meu blog! Espero sua visita!
Muitos beijinhos..

www.rolamuito.blogspot.com.br

Ariela disse...

Que carta mais linda! Fiquei muito emocionada, porque lembrou-me de uma época que eu estava longe, mas mesmo assim, continuava perto. Amei relembrar esse sentimento, ainda mais no seu texto com jeitinho de conto de Natal.
Abraços.

AC disse...

Gaby,
Que 2013 envergue sempre roupagens de esperança!

Beijo :)