quinta-feira, 9 de agosto de 2012

No mesmo Guarda-Chuva.



E o amor para mim
é como estar com alguém
em um dia chuvoso e nublado
no mesmo guarda-chuva,
andando por uma rua bonita,
com o chão brilhante de molhado,
com roupas quentes para afastar
os ventos gelados.
Braços dados,
gotinhas caindo nos telhados,
árvores, flores, passos calmos
para se chegar juntos em casa.




Desconheço a autoria da pintura. 

8 comentários:

Alexandre Pitta Guedes disse...

Mais uma melodia doce! :)

*Escritora de Artes* disse...

Todo amor tinha que ser assim...rs

Lindo!

Bjos querida amiga

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Querida amiga

Quando as palavras
encontram sentimentos
que fazem com que elas
encontrem seus sentidos,
nossa vida se enfeita
com as cores da esperança.

Obrigado por sua amizade.

Aluísio Cavalcante Jr.

Mara Melinni disse...

Gaby, estou encantada com seus escritos! Sempre vibro qdo encontro pessoas especiais que têm esse dom de transformar sentimento puro em versos ou textos que nos tocam...

Tô seguindo!!!

Se puder, visite-me!

Bjinhos =**

BIA disse...

Que lindo!!! O amor é o sentimento mais nobre que se pode ter. Quando se encontra com sinceridade é realmente um estado de libertação como o Nirvana!!!
Bjs :)

Você em Pauta disse...

O amor pra mim é assim..
Feito chuva. Chega. Lava. Rega. Fecunda. Cria. Hidrata. Ama....

Um dia irei conjugar algum desses verbos...

Jeff disse...

Deixa o corpo quente, o arrepio nos braços, uma brisa no rosto....ahhh!

Gostei!!
Muitíssimo gostoso o poema!!

Abraço!

Denise Portes disse...

Gaby,
O amor é mesmo assim, invade e fim...
Beijos
Denise