Páginas

domingo, 5 de agosto de 2012

A Menina e o Bem-te-vi.


Na casa da chácara do lugarejo macio, mora uma menina que adora fazer bolinhos, os tais bolinhos que Gui, Di e Léo tanto gostam. Ela é a neta de uma avó muito bondosa, e tem um irmão muito bacana, seu nome é Valéria, e há quem diga que ela tem cheirinho de flor do campo, de tanto que fica próxima às flores.
Valéria gosta de sair ao amanhecer para encontrar os passarinhos nas árvores, em especial os bem-te-vis, a menina guarda um amor especial por esses passarinhos, quando muito pequena foi o primeiro passarinho que ouviu cantar, ela diz que o canto deles são feitos de palavras.
Um dia nesses amanheceres que ela sai para se encontrar com os bem-te-vis, conheceu um filhotinho que tinha acabado de cair do ninho, o pobrezinho estava com medo, soltava piozinhos aflitos debaixo da árvore em que estava, mais que depressa Valéria avistou a mãe dele, sem saber se daria muito certo começou a cantar para ela. A bem-te-vi gostou do cantar da menina e voou até onde estava o seu ninho, e lá o filhotinho desesperado foi entregue.
Nos dias que se seguiram, a menina sempre ia visitar o Bem-te-vi e sua mãe, acompanhou suas tentativas de voo, até que um dia lá estava ele dando rodopios pelo céu, pousava no dedo de Valéria e dedicava a ela sempre a música que a menina mais gostava de escutar “Bem-te-vi”!
                   Como uma música tão pequenina, podia significar tanto!


Essa pequena história faz parte de um conjunto de histórias que se passam no lugarejo macio, a primeira história você pode encontrar no marcador "Lugarejo Macio". 

6 comentários:

vanialuciacoelho disse...

Tá uma doçura seu blog, Gaby!
Adorei, vou voltar mais vezes...
Um grande beijo,
Vânia.

La sonrisa de Hiperión disse...

Encantador blog el tuyo, un placer haberme pasado por tu espacio.

Saludos y un abrazo.

*Escritora de Artes* disse...

Olá querida amiga,

É sempre prazeroso passar por aqui, seus textos são encantadores, e esse já se alojou no meu coração, adoro bem-te-vis!

Bjos

Jeff disse...

Realmente é macio.
História muito gostosinha de se ler.

Abraço.

Ariela disse...

Que história mais linda!
Daquelas que deixam a alma mais leve e tudo um pouco mais feliz.
Um grande abraço.

Denise Portes disse...

Gaby,
Sempre saio daqui mais leve com suas palavras e seus textos em forma de poesia.
Beijos
Denise