segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

Escuta.



- Dirás de forma leve que não acreditas na música do seu coração, sem perceber que ao dizer já está cantando.
- Ficará a escutá-la mesmo sem tantas palavras de felicidade?
- Ficarei a escutá-las sempre, todas as canções que vem de ti.
- E se um dia não quiser mais escutar as palavras?
- Por isso há as músicas instrumentais, sem palavras, que são só pela melodia que se fazem, sem necessitar de palavras de tristeza ou de felicidade.
- Mas as músicas instrumentais também tem palavras, as de dentro dos sentimentos de quem as fazem, que são tão difíceis de dizer, que só sai a melodia, que só sai a forma do sentimento e não a palavra em si, palavra que às vezes nem se tem, e as melodias mostram se há tristeza ou felicidade.
- Acho que você está certa, o importante de tudo é que com palavras ou sem palavras em tuas músicas sempre te escutarei, até se não houver som algum, mas tu sempre estarás a cantar, e junto de ti também vou cantando em palavras ou só nas formas dos sentimentos que saem de mim. Que serão meus gestos, meus silêncios, meus olhares, meu abraço, todo meu eu.

9 comentários:

@ Escritora disse...

Lindo...lindo....lindo!

Bjos

Alê disse...

Eu vivo de música instrumental,

vivooooooooo

Bruna Gabriela disse...

Que lindooo

Alice disse...

Que harmonia. Eu acabei de ler um texto do Rubem Alves que fala sobre saber ouvir. E ele diz que, muitas vezes, é preciso silêncio fora e silêncio dentro, principalmente esse, que faz a gente ouvir o quê antes não se podia. "A música acontece no silêncio."

"Para mim, Deus é isto: a beleza que se ouve no silêncio. Daí a importância de saber ouvir os outros: a beleza mora lá também.Comunhão é quando a beleza do outro e a beleza da gente se juntam num contraponto."

Beijo, Gaby!

vanessacamposrocha disse...

obrigada pela visita gaby. ta lindo aqui! beijos

Iasminne Fortes disse...

Gaby, adorei o contexto que vc usou para o seu texto. Acredito que o silêncio diz muito e isso me fez lembrar uma frase do filme Pulp Fiction, do Tarantino.

'É assim que você sabe que encontrou alguém realmente especial. Quando você pode calar a boca por um minuto e sentir-se à vontade em silêncio.'

beijos!

O Cercadinho disse...

Interessantes teus posts, escrevo para divulgar o : www.o-cercadinho.blogspot.com Caso queira acompanhar e dar umas risadas,
será um prazer ter nos visitando lá. O que é o Cercadinho? Segue apresentação para te situares. Em cada relacionamento afetivo, os envolvidos ficam restritos a um espaço, O Cercadinho, onde acontecem as interações. Em algumas fases, está cheio de "queridas", mas em outros, quase vazio. O Cercadinho é o resultado das conquistas amorosas, onde cada um preenche à sua maneira e gosto. Pode ter o critério de cotas e uma de cada: loira, morena, mulata, ruiva e/ou japa. Com faixas etárias e tipos variados. Até monogâmico com apenas uma mulher selecionada. Somos dois homens escrevendo relatos e histórias, sem pretensão literária sobre O Cercadinho. Seco, objetivo e um pouco bagual com sentimentos, assim é Iberê. Apaixonante, cafajeste e trash total, esse o Marcão. Entre no nosso Cercadinho e boa leitura.
Iberê

Beatriz Amorim disse...

Oi Lindona!
Saudades de você também!
Adorei o texto, singelo e delicado como a autora dele! :)
Uma semana iluminada, flor!
Beijos

Nelma. disse...

Bom dia tudo muito lindo!!
Já estou te seguindo beijos.