Páginas

domingo, 25 de dezembro de 2011

Abraço de Sonhar.



Depois de todos os silêncios, chega a chuva, com vestígios de sol, com arco-íris no final. Penso por momentos que os sonhos tão longe moram, mas as imensidões são próximas, dependendo do olhar e do coração, muito próximas. Alargo o olhar, e abraço quem anda comigo nesse final de chuva, quem sabe assim os sonhos voltam a se espalhar tão fortemente, que nunca mais longe venham a residir.

5 comentários:

Denise Portes disse...

Amém.
Um beijo
Denise

@ Escritora disse...

Um encanto de texto!

Aproveito pra te desejar um 2012 cheio de alegria!

Saudaçoes

Luís Gustavo Brito Dias disse...

- os sonhos sempre se espalham e se propagam, mesmo que mudos ou embotados pelo tempo.

grande abraço,

Stella Rodrigues disse...

Espero que o bem se propague.

Felicidade Clandestina disse...

suave :)



felicidade clandestina e o reino estão aqui: http://www.facebook.com/profile.php?id=100003308320359&sk=wall

será bem vind@ lá :)