quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

Estrela-Guia.


Pensei em algo para escrever do natal, sobre o natal, com cenário de natal. Mas não saiu nenhuma história, então escrevo apenas um pensamento. De maneira alguma penso eu que o nascimento de Jesus deveria ser lembrado só nessa data, assim como penso que nem tudo é mágico e família no natal, há pessoas que na noite de natal, enquanto todos estão em volta de uma bela ceia e trocando presentes, não tem nem o que comer, não tem um lar, não tem uma família. Penso também que o natal virou uma data consumista, mas não vejo nada errado uma criança receber um presente, não porque foram bons meninos e meninas, mas receberem um presente porque simplesmente são crianças. Penso que não há nada de errado os enfeites, as luzes, papai noel, duendes mágicos, neve, ou não neve…penso que não há nada de errado enfeitar um pouco as coisas, criar mais histórias. O que é errado realmente, é se consumir, consumir e consumir sem nenhum propósito, apenas porque é bonito comprar e presentear, não é preciso de tanto, não é. Jesus ganhou três presentes em seu nascimento, nasceu em um lugar simples, e os enfeites do natal antes de demonstrar riqueza ou sinônimo de compras, devem mostrar essencialmente a beleza, a bondade e os tempos bonitos. A estrela-guia que fica no topo de muitas árvores, deve ser pensada como uma esperança, e não como um enfeite apenas. Eu acredito além de tudo, que não só o natal, mas todos os nossos dias precisam ser mais enfeitados, sejam com enfeites, histórias, luzes… eu acredito que essa sensação celestial que se sustenta no natal, deve estar em todos os nossos dias, para a gente com delicadeza lembrar que o mundo é bem mais que nossos olhos conseguem alcançar. Diante de tantas coisas que acontecem, eu acredito que estamos precisando limpar os olhos e enxergar de verdades a estrela-guia que habita nosso céu, e deixá-la ela nos levar ao menino Jesus, pois ele foi um menino, que nasceu de forma mágica, simples, bonita, ganhou presentes, e fez nascer em nós esperança. Acredito que nesses tempos que caminhamos, a estrela-guia que nos leve até o amor anda em falta, não porque estrelas cadentes estão extintas do céu, se a gente observar com cuidado, sem pressa, sem impaciência, vamos ver que o céu está repleto delas, só esperando para serem olhadas. Desejo que as estrelas guias, independente da fé de cada um, sejam olhadas e acompanhem-nos até o amor, e isso é urgente.
Eu desejo muitas estrelas-guias nos corações, nos caminhos, eu desejo estrelas-guias que nunca deixem esquecer que o que faz o caminho, é o amor.
Que Jesus nos abençoe. Feliz sempre!

3 comentários:

Denise Portes disse...

Gaby,
Que seu Natal seja com muita paz, amor e alegrias. Que seu caminho seja repleto de amor.
Um beijo, com carinho
Denise

Valéria Sorohan disse...

Que lindo texto. Natal é consumismo mesmo. Mas quem não gosta disso?!

Um beijooO* moça, feliz Natal e que sua estrela guia te guie em 2012.

Stella Rodrigues disse...

Natal pelo menos tem a familia reunida né? Feliz natal (: