Páginas

terça-feira, 27 de dezembro de 2011

Aprendendo a gostar de Ágata – Parte V – Final (ao mesmo tempo que começo, as histórias continuam...)


Depois do dia do encontro no jardim, fada Ágata e gnomo Benjamin se encontraram mais vezes, para falar de plantas, flores e bolos de chocolate. A joaninha, o vaga-luma Bernardo e a borboleta Sthépenie acharam a situação bastante curiosa, estavam tão acostumados de Benjamin não gostar de Ágata , que ficaram perplexos quando um dia viram os dois voando, Ágata segurava Benjamin pela mão, e este parecia muito feliz de voar mesmo sem asas. Apesar de acharem muito curioso e estranho, os três gostaram de ver os dois mais amigos.

Um dia a joaninha perguntou para o Gnomo:
- Enfim aprendeu a gostar da fada não é mesmo?
- Estou aprendendo Joaninha – respondeu não perdendo o tom rabugento na voz – ela não é tão má assim como eu pensava.
- Claro você só pensava, agora você está começando a conhecê-la.
- Ela me ensinou a fazer bolo de chocolate.
A joaninha soltou um riso:
- Puxa é por isso então que você gosta dela não é? Seu comilão.
- No começo era sim, por causa de doce, ela queria aprender mais sobre jardins, e eu queria aprender a fazer bolo de chocolate tão cheiroso quanto o dela. Mas aprendemos mais coisas, a fada Ágata tem muito para contar, e eu descobri que tenho também – disse Benjamin muito encabulado.
- Fico feliz gnomo, muito feliz – disse a joaninha voltando para a sua caminhada entre as flores do jardim.
Agora o gnomo participava de todas as noites de histórias na casa da fada Ágata junto com os demais amigos, as noites eram recheadas de muitos doces e muitas palavras. Ele enfim, se sentia entre amigos e acolhido.
A amizade da fada chamada de exibida pelo gnomo, e do gnomo chamado de rabugento pela fada, só foi crescendo e se fortalecendo. Os dois descobriram muito juntos, coisas felizes e tristes também. Sempre voavam por todos os cantinhos, entre as flores do jardim do gnomo, entre as árvores da floresta, juntos com os demais amigos, voando, caminhando, ao amanhecer, entardecer e anoitecer.
As amizades são assim, às vezes começam com um não gostar por causa de um simples bolo de chocolate, mas quando se descobrem tudo brilha. É difícil gostar, é difícil se sentir acolhido muitas vezes, é difícil semear laços de vida toda. Mas o contrário como disse a sábia joaninha no começo da história, também o é.
O gnomo Benjamin finalmente aprendeu a gostar de Ágata.


As outras partes dessa história: http://uma-doce-melodia.blogspot.com/search/label/Fada%20%C3%81gata%20e%20Gnomo%20Benjamin.



Aproveito juntamente com essa história, não sei se postarei mais algo ainda por esse ano, para desejar à todos que passam por aqui, deixam palavras, e me fazem conhecer espaços tão bonitos, um feliz ano novo. Espero que, tudo se renove e que todas as coisas boas continuem, espero que as esperanças nunca nos abandonem, e que o amor sempre esteja presente.
Obrigada por darem força para "Uma doce melodia".



Um grande abraço!

3 comentários:

O Cercadinho disse...

Seguido leio o teu blog, interessantes teus posts.
Te escrevo para divulgarmos nosso blog, ainda está em processo de expansão. Se quiser nos acompanhar e dar umas risadas: www.o-cercadinho.blogspot.com
Será um prazer te ter nos visitando lá. O que é O Cercadinho? Segue uma apresentação para te situares. Em cada relacionamento afetivo, os envolvidos ficam restritos a um espaço, O Cercadinho, onde acontecem as interações. Em algumas fases, está cheio de "queridas", mas em outros, quase vazio. O Cercadinho é o resultado das conquistas amorosas, onde cada um preenche à sua maneira e gosto. Pode ter o critério de cotas e uma de cada: loira, morena, mulata, ruiva e/ou japa. Com faixas etárias e tipos variados. Até monogâmico com apenas uma mulher selecionada.
Neste blog, somos cinco homens escrevendo relatos e histórias, sem pretensão literária sobre O Cercadinho. Heitor faz o estilo confuso e rebuscado. Apaixonante e cafajeste, este é Wanderlei. Já Cebola faz o estilo 100% sincero e sem rodeios. Seco, objetivo e um pouco bagual com sentimentos, assim é Iberê. E Marcão, bom, esse é trash total. Entre no nosso Cercadinho e boa leitura.
Iberê

Lívia Inácio disse...

ownn, meninaa!

pra vc tbm!

e que continue sempre nos encantando com suas palavras tão doces *.*

beijão

Denise Portes disse...

Gaby,
Feliz Ano Novo, com muita saúde e muita paz.
Um beijo
Denise