segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

Com Cuidado.

Desbotou em sonho a poesia que te dei,
que com tanto carinho guardei.
Entre todas essas chuvas de ti,
com carinho estas letras protegi.

7 comentários:

Lívia Inácio disse...

Ainda bem que vc protegeu.

beijinho*

Você em Pauta disse...

Chuva, fragmentos de um mar que sai do chao e cai do ceu, se tanto em um todo em pequenas partes....
Chuva que por vezes molha o papel que vc rabisco seus versos e tao bem os guardou.....

Sabe de uma coisa:

Chuva é o mar apaixonado

Eduardo Trindade disse...

"Aquele pequenino anel que tu me deste,
- Ai de mim - era vidro e logo se quebrou..."
(M. Bandeira)

Fred Caju disse...

Me veio na memória um poema que escrevi chamado: Cadê o poema que escrevi?, depois eu te mostro.

Abraços,
Caju.

Thais Michele disse...

Lindas palavras!!
Adorei.

Lilah Costa disse...

tudo muito lindo e delicado por aqui!
adorei!

Alice disse...

Adorei esses versinhos, *-*

Beijo