Páginas

sábado, 27 de novembro de 2010

Querida Alice,


Quando eu era pequenina, costumava andar por entre as árvores dando passinhos de dança, se era outono muitas folhas estavam pelo chão, na primavera as flores coloriam todo o caminho, no inverno e no verão não me lembro muito bem, talvez porque sempre gostei mais de primaveras e outonos, do cair ao florescer. Eu corria por entre as estações sem me dar conta do caminho que fazia, nem se chegaria a algum lugar, em algum mundo cheio de personagens com nomes engraçados do outono e da primavera, como se conta nas histórias mágicas. Eu corria já me sentindo neste mundo. Eu acho Alice que é assim mesmo quando crescemos, corremos e andamos em busca de algo, esperando, sem parar e sentir, puxa eu já sou, já estou, olhar dentro do coração assim quentinho e doce e perceber as singelezas bonitas que lá estão. Então eu me coloquei a fazer hoje uns brigadeiros, estou a sua espera, e meus amigos do outono e da primavera da minha tão passada e presente imaginação estão também, as árvores estão bonitas demais essa tarde. Então que tal andar em passinho de dança e distribuir alguns brigadeiros por ai? Ou um pular? Um correr? O que achar melhor.

Vamos ter uma tarde mágica.
Com carinho.

11 comentários:

Alice disse...

Alice me disse que espera anciosamente por essa tarde. *-*

AC disse...

Flores, folhas coloridas de outono, poesia, brigadeiros, um passinho de dança...
Será que... posso, pelo menos, espreitar?
(Tão belo, Gaby)

beijo :)

Canteiro Pessoal disse...

Gaby, faz tempo que não pouso por aqui, é uma delícia retornar e constatar que sua qualidade e sentimento profundo e doce através da escrita continua a deixar o leitor em suspiros e entregas; mergulho profundos e intenso.

Abraços flor perfumal.

Priscila Cáliga

Ná* disse...

Lindo, Gaby.
Como sempre ^^
Beijo grande.

Ná* disse...

Gaby,
tem um selinho e um desafio pra ti no meu blog ^^
Beijão e ótima semana.

Você em Pauta disse...

Fico na espera dos comentarios dessa tarde!!

Maravilhoso texto, vindo de ti , maravilhoso!

Poliana Fonteles disse...

seus textos são sempre tão meigos...

Lívia Inácio disse...

Muito suave e delicado!

Uma gracinha,como sempre!

Lú Martins disse...

"é assim mesmo quando crescemos, corremos e andamos em busca de algo, esperando, sem parar e sentir" Vc é mto phoda!! eu já te disse isso né???
eu sempre com o comentário menos delicado HAUSHUAHSUA ♥

Rafael Castellar das Neves disse...

A beleza e carinho já estão garantidos...muito bonito!!

[]s

Brayan Carvalho disse...

Essa Alice é a Alice que eu conheço? Que fofas vocês duas, aaah HAHAHA