Páginas

quarta-feira, 22 de abril de 2009

Observação.

Eu não tinha mais versos mágicos para me convencer que as estrelas brilhavam em algum lugar de verdade e que o céu não era apenas mais um véu com pinturas pregadas, e realmente as estrelas existem, nunca as vi lá de cima, mas as vejo no seu melhor ângulo, vejo aqui de baixo, e elas são como tal véu, como um desenho, e talvez lá em cima como dizem elas são grandes demais e perdem a beleza que reflete aqui debaixo. Eu nem precisaria de versos mágicos talvez para apreciar qualquer tipo de beleza, ou dizendo melhor ainda qualquer tipo de preciosidade, não, realmente não precisaria. Minha observação é algo que me espanta e me desmancha, me incomodo por quem não observa, me incomodo por observar e pensar tanto e me incomodo mais ainda na extinção do gesto observar. Uma estrela lá no céu talvez mostre tantas coisas, um céu noturno é tão mágico. Pra mim se torna difícil não saber observar. Por isso insisto na leve forma da observação.

8 comentários:

Canteiro Pessoal disse...

Oie linda, que pena ter deletado o outro, não colocará aqueles escrito tão lindos !? Mas, amei este aqui também viu.
Voejarei aqui sempre querida !

Beijos milll...

Priscila Cáliga

Pri C. Figueira disse...

Essa doce melodia fez um sorriso brotar e de forma mágica uma vontade de dançar...
Gaby, que lindo!
Amo seu toque suave e tão mágico que vc dá a seus textos. São aqueles que após a leitua fecho meus olhos e tento imaginar tudo descrito!
Há coisa melhor que observar? Sejam as estrelas, o mar, o céu, o sol, pena que muitos não apreciam isto que gera uma paz!
Acho que somos muito parecidas (pelo menos me identifico muito no que escreves)

Tenho msn sim: pri_canary@hotmail.com
Também tenho orkut, mas já te deixo avisado que é bastante dificil eu entrar em ambos, pois estou sem net em casa e acesso no serviço e tanto o msn e o orkut é proibido em meu trabalho.
Mas me adiciona que o dia em que puder entrar poderemos conversar e vou adorar!

Bjus e abraços beeeem apertados!

David Monsores disse...

Olá menina!!!
Vou deixar aqui um trecho de algo que me lembrou no que escrevestes sobre o céu, as estrelas e essa contemplação infinita que te faz poeta.

"E pela brisa famélica da noite
Vão os brasões dos meninos
Que sentam-se à varanda
Com a reles desculpa nas tragadas de seus cigarros
A fixar-sem no vago
A imaginarem as histórias que neles existem"

Maravilha falar sobre isso da maneira que falou!
BeijO grande!!!

Magna Santos disse...

Mais do que observar, isto que você faz é contemplar.
Continue.
Beijos e obrigada pelas palavras.
Magna

Jairo Souza disse...

Oi Gaby! Passando por aqui...
Lindo texto, Linda Observação!

Agora tenho uma observação a fazer... O q houve com o escada para as estrelas??

bjs, acompanharei vc aqui agora!

:DouG disse...

Muito bom Gaby

Ser Tão Teatro disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Brayan disse...

Que bonito isso, Gaby! Gosto de como você pinta as imagens mais belas bem à nossa frente enquanto vamos lendo cada linha. Tinha que ser você, e sua intimidade com os mistérios mais simples da vida lá fora.

^^